segunda-feira, 17 de agosto de 2015

CONVERSAS DE VARANDA | DE AGOSTO A AGOSTO


A porta do carro fechou. Na mala levavas os sonhos de toda uma vida. À tua espera um avião. Apenas o bilhete de ida. Um regresso longínquo, sem data. Um aceno de mão expressava todo um adeus que os nossos lençóis já guardavam. Foste como quem não pode mais voltar. E não voltas. De tão pequenino que é este país para ti. Não há mais espaço. Este Portugal, de cor verde esperança, mas que para ti não é mais. Vais sentir saudade do cheiro desta terra. Vais sentir saudade daqueles que deixaste. Por que para ti já não há mais lugar aqui. E tu vais. Esperas que o próximo Agosto volte num ápice. Para voltares à terra. À tua terra. Aquela que não te pôde mais acolher mas que ainda assim tu tanto esperas voltar a ela. E eu vou lá estar para te ver chegar.

5 comentários:

Marta disse...

embora triste, o texto está mesmo bonito :)

Rititi disse...

Muito bonito, sem dúvida :) Força!

Minnie Me disse...

É bom que te entretenhas a ler a revista :)
Beijinho*

Daniela da Costa Silva disse...

Gosto tanto do teu blog e da tua maneira de escrever!

Inês Nogueira disse...

Escreves super bem!
Adorei!

http://glamourandsparkletrends.blogspot.pt/