quinta-feira, 21 de maio de 2015


Uma vez ouvi isto: " Eu seria incapaz de adotar uma criança, porque jamais conseguiria dar a essa criança o mesmo amor que dou aos meus filhos." 
Egoísmo ou um ato de amor (apesar de tudo) ? 

11 comentários:

White Raven disse...

Eu acho que as pessoas dizem isso da boca para fora. Há muitos moralismos em relação à maternidade, e o que é "uma mãe em condições" ou não é. As pessoas são muito moralistas, e tudo o que foge da realidade delas está automaticamente errada. Mãe é quem cria, não é quem dá à luz. Se assim fosse, não existiam crianças abandonadas.

Daniela Costa disse...

Eu não sou mãe por isso não faço ideia o que seja, mas tenciono um dia mais tarde adoptar uma criança porque acredito que serei capaz de a amar tanto como um filho meu. Mas lá está, são apenas suposições, não tenho certezas de nada...

Patrícia disse...

Eu, como adotada, acho que é mesmo ignorância

Duquesa disse...

Egoísmo! Eu adoro crianças que não me pertencem nada!

Minnie Me disse...

Sou adotada.

Cláudia S. Reis disse...

O meu primeiro pensamento foi "egoísmo" mas no segundo seguinte percebi que a pessoa em questão provavelmente tem consciência plena dos seus sentimentos e não quer que uma criança sofra.

Conheci, durante a faculdade, uma rapariga que dizia que nunca iria ser mãe. Dizia que sabia perfeitamente que nunca seria capaz de amar o seu filho e que não iria pô-lo no mundo para que ele sentisse aquilo que ela sentiu com os próprios pais...

S disse...

Concordo com a Cláudia!

Olívia M. disse...

Sinceramente, egoísmo...

C disse...

eu acho que é egoísmo. quando se ama não interessa se é mesmo teu ou não

A Gata de Saltos Altos disse...

Acho que não tem mesmo naaaadaaaaa a ver! Se pudesse, gostava de adoptar e daria todo o amor.

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

Clara Bóia disse...

Para mim, é egoísmo. Ou, como disse a Patrícia, ignorância.