segunda-feira, 13 de abril de 2015

ATUALIDADE | A "MODA" DE MATAR OS FILHOS


Este até pode ser à partida um título que choque os mais sensíveis a estas questões, mas para mim, não há outro título possível para dar a esta publicação.
A crueldade de pais que tenho visto nos últimos dias põe-me completamente fora de controlo. Por muito que a minha área seja vai de encontro ao estudo das motivações de um homicida, perceber todo o seu funcionamento psicológico e sociológico, estas últimas duas mortes de crianças provocadas pelos seus pais está a deixar-me completamente baralhada. Inadmissível, inqualificável, maldade, monstruosidade, são palavras que uso para descrever tais atos.

Um pai ou um mãe, devem amar, devem proteger e dar carinho. É para isso que sociedade, genericamente falando, nos preparada, a cada futuro pai ou mãe.
Matar um filho? Um ser humano que se gera, de algo que bem de nós? Como? Porquê? Por que é que matar se tornou tão fácil e facilmente justificável? Onde estão os Direitos Humanos?  Onde estão as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens em risco? Onde estão os vizinhos? Onde está a sociedade que alberga estes indivíduos e os suporta com base nos mesmos valores que qualquer outro cidadão correto e responsável?

As questões são tantas e as respostas dificilmente são totalmente e integralmente respondidas. Mas caramba, e peço desculpa pela expressão, são crianças de meses, de tenra idade, sem maldades, ingénuas, que precisam de alguém do lado delas que as protejam, quando não há a proteção paternal.
São histórias como estas que me fazem perceber que por muito que eu estude a área do crime, nunca irei perceber o porquê de um pai matar um filho, principalmente bebés. Mas também são histórias como estas que me fazem perceber que é preciso agir mais, é preciso criar mais meios para proteger as crianças e os jovens, mais ação, porque nem tudo o que está no papel escrito é realmente cumprido, tal como deveria ser.

5 comentários:

Mariana disse...

Eu não consigo perceber. A tua área de estudo suscita-me imenso interesse!

Daniela Costa disse...

Por mais perturbados que estejam, nada de justifica. Filhos são filhos caramba! Eu cada vez mais fico mais chocada com tudo isto

Ella disse...

Eu já nem consigo ver as noticias isto anda duma maneira... se são assim que se matem sozinhos e deixem o resto do mundo em paz!! Coitados dos miúdos que não tem culpa do mundo em que vivemos

Olívia M. disse...

Esta sociedade assusta-me imenso!

F. disse...

Infelizmente é uma realidade inaceitável ..