terça-feira, 16 de setembro de 2014

Para me levarem mais a sério!


Há coisas que simplesmente temos que deixar partir. Amar também é deixar ir. É não prender aquilo que já não nos pertence.
Nada nesta vida é garantido- já dizia a minha avó- e como ela tinha razão!
Não passam de ilusões, de sonhos ridículos que nos fazem andar aí pelos cantos a divagar. Tenho em mim a revolta, a inexperiência de uma vida e a não solução para os meus problemas.
A juventude é um mar de sabedoria para a vida. É nesta altura que cometemos os erros, e é nesta altura que podemos voltar a repeti-los, porque ser jovem também é ser livre. Pelo menos mais livre que um adulto de 40 anos, que certamente tem mais responsabilidades.

Sei que as pessoas nem sempre me levam a sério. Vêem a mim a "ingenuidade em pessoa". Acham que sou fraca só porque ás vezes prefiro ignorar algum assunto em vez de o defender ou criticar.
Sou jovem e a maior garantia que tenho é que só dependo de mim. Posso ter imensa gente à minha volta, mas se um dia quiser ser feliz, tenho que começar por mim mesma. O resto é complemento.
De que vale ter tanta gente ao meu redor se não é o suficiente para me arrancar um sorriso sincero? Vale de nada!

Está na hora de voar. De agarrar a vida. De lutar e não esperar por nada. Está na hora de ser mesmo livre, tal como a juventude assim o permite. Este é o momento de ser feliz, de esboçar um sorriso e partir.

4 comentários:

Maria disse...

Força nisso!

Audrey Deal disse...

Força querida, é assim mesmo!

Pedro Sampaio disse...

Força :)

C. disse...

"Amar também é deixar ir. É não prender aquilo que já não nos pertence." é aquilo que penso e sempre pensei!
identifiquei-me imenso com o teu texto, a sério. Por vezes, o não criticar ou falar desses assuntos quotidianos é porque uma pessoa também tem a cabeça noutro lugar. Olha, força nisso e vive a juventude! :p